Educação

 EJA

 Educação de Jovens e Adultos

 

 

 
Vocês não tem ideia do que o curso foi pra gente, principalmente pra mim que estava desempregada, sem nenhuma perspectiva.
Com a chegada do curso, aprendi tanto, consegui um emprego como vendedora, isso graças ao conhecimento que adquiri nas aulas que me ensinaram a fazer currículo, ter postura, como me comportar na entrevista de emprego e também como tratar os clientes. Estou muito feliz com tudo que estou conseguindo.
Posso dizer que minha vida está renovada.
Agora é só brilhar e conduzir minha vida com dignidade.
Obrigada de verdade. 
 
 
- Diene da Silva Braga,
aluna da 7°/8° séries, da escola
Eduardo Pereira Duarte,
no Pequiá, Açailândia-MA 

 

 
O curso me ajudou muito. Agora já posso fazer as tarefas com mais tranquilidade, sem medo de ficar errando. No começo tinha receio de perguntar. Agora já posso falar minha opinião e expressar minha ideia. Sei que tenho muito que aprender, mas pelo menos já dei os primeiros passos da independência. 
 
  
 - Elisa Maria de Jesus,
aluna da 7°/8° séries da escola
Antonio Oliveira Campos, Plano da Serra,
Açailândia-MA.

 

 
O profissional que quero ser é aquele dedicado, contemporâneo e atualizado que ouvi várias vezes a monitora falar com tanta vontade. Aumentou ainda mais o meu desejo de ser professor. Tenho buscado muito o conhecimento, já que para mim que sou deficiente visual a mais de 20 anos tudo fica mais difícil. Mas, não vou desistir e tenho a certeza de que vou vencer e conquistar meus sonhos. No curso, a gente vê como é importante o conhecimento teórico e acredito que com essa base a nossa pratica no trabalho fica mais fácil. 
 

 

 - José Elias Rodrigues da Silva,
da escola Antonio Oliveira Campos,
no Plano da Serra, Açailândia-MA

 

 

 

EJA – professores especializados em educação de jovens e adultos.

 

Características diferenciadas fazem parte desse projeto que vem alcançando resultados de grande relevância na área de Educação. Através do processo de formação continuada de professores e gestores escolares, o projeto contribui com a preparação desses profissionais para atuarem na EJA. Essa modalidade de ensino tem algumas especificidades: os alunos, por exemplo, têm idades e trajetórias de vida diferenciadas e experiências pessoais que podem contribuir com o processo de ensino aprendizagem.
Nesse sentido, orientar e estimular novas estratégias de ensino é um caminho para superar algumas dificuldades como, por exemplo, o alto índice de evasão.
 

 

Os objetivos do EJA

 

Centrado na formação continuada para uma preparação de professores e gestores para a Educação de Jovens e Adultos, o projeto EJA mantém em destaque alguns objetivos básicos:
  • • Fortalecer as iniciativas de Educação de Jovens e Adultos existentes no munícipio.
  • • Estimular a mobilização de líderes comunitários e da própria comunidade, para que os jovens e adultos que abandonaram a escola voltem a estudar e, portanto, ampliem a sua participação social e cidadã.
  • • Ampliar o número de vagas do EJA nos municípios e reorganizar o currículo escolar, para atender adequadamente o universo de jovens e adultos.
 
 
Os Benefícios reservados à
 
comunidade

 

Com a implantação do projeto de EJA da Fundação Vale em parceria com a AlfaSol/Ação Educativa e com as Secretarias de Educação dos municípios envolvidos, a comunidade passa a contar com professores e gestores mais qualificados para atuarem com jovens e adultos, surgindo com isso a possibilidade de aumentar o número de anos de estudo da população, reduzir a evasão escolar, ampliar as possibilidades de participação cidadã e de inserção no mercado de trabalho.
 
 
 
 
 
 
 
Onde se encontra o EJA 
 
 
 
 
Desenvolvimento da aprendizagem
 
Avaliação Inicial dos alunos – exemplo prático de Açailândia
Abaixo, você vai conhecer dados referentes ao projeto desenvolvido em Açailândia-MA. A proposta era integrar o currículo da EJA com a qualificação profissional.
 
 
  
Pelos dados, se percebe que o trabalho realizado em parceria com os professores foi muito positivo. Além disso, registrou-se em Açailândia um baixo índice de evasão: inferior a 7%. O curso iniciou com 149 alunos e finalizou com 140 em 2013.