15/10/2018 - Cultura

 Museu Vale na Folha de S. Paulo

 Exposição 20/20 comemora os 20 anos do museu


A colunista da Folha de S. Paulo, Mônica Bergamo, publicou uma nota sobre a exposição 20/20 em seu espaço no jornal de maior circulação entre os diários nacionais de interesse geral. Sob curadoria de Ronaldo Barbosa e Neusa Mendes, foram selecionados 20 artistas do Espírito Santo para a exposição que comemora o vigésimo aniversário do Museu Vale.

A escolha do repertório privilegiou a potência, processos e os contextos criativos dos 20 artistas, valorizando as obras que compartilham inquietudes conceituais e estéticas. A exposição pretende oferecer uma discussão que se organiza e ativa aproximações entre temáticas diversas, que inclui artes visuais, literatura, tradição, diáspora, territorialidade, arquitetura, urbanismo, afetos, ecologia e história da arte.

A exposição 20/20 reunirá 75 trabalhos, em categorias que abarcam grafite, instalações, site specific, gravuras, fotografias, bordado, pinturas e desenhos inéditos.

Confira a nota da colunista Mônica Bergamo:


Exposição 20/20

Local: Museu Vale
Período da exposição: 31/10/2018 a 24/02/2019
Horário: Terça a sexta - 08h às 17h
Sábado e domingo - 10h às 18h.
Em janeiro, de terça a domingo – 10h às 18h.
Saiba mais

Com sede em Vila Velha (ES), nas instalações da antiga estação da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), operada pela Vale, o Museu se consolidou como um importante centro de difusão cultural no Espírito Santo, levando ao estado grandes nomes da arte contemporânea.

O Museu Vale desenvolve suas atividades visando contribuir para a democratização da cultura e para a preservação do patrimônio material e imaterial brasileiro, por meio de exposições de arte contemporânea e ações educativas patrimoniais. O programa educativo, que é voltado para estudantes de escolas públicas e particulares, tem suas ações baseadas na exposição permanente sobre a história da construção da EFVM e na imersão do público no universo da arte, por meio de workshops inspirados nas exposições temporárias de arte contemporânea. Um dos destaques do Museu é o Programa Aprendiz, que há 12 anos promove o treinamento de jovens de 14 a 18 anos, provenientes das comunidades vizinhas, na montagem de exposições.