03/10/2017 - Cultura

 Parceria entre Vale e Fundação Vale leva apresentação de dança ao Sudeste do Pará

 Apresentação da Companhia de Dança do Pantanal




A Companhia de Dança do Pantanal subiu aos palcos do Cineteatro, em Carajás, e da Casa da Cultura, em Canaã dos Carajás nos últimos dias 27 e 28 de setembro. As apresentações que reuniram mais de 600 pessoas, tinham no repertorio clássicos do ballet como Lago dos Cisnes, Quebra Nozes e Mozart Divertimento, além da dança contemporânea.
 
A iniciativa faz parte de uma parceria entre Vale e Fundação Vale que tem como objetivo promover o intercâmbio cultural entre as localidades, onde a Vale mantém operação, e contribuir para a ampliação do acesso e valorização do patrimônio material e imaterial brasileiro.
 
Criada em Corumbá, Mato Grosso do Sul, a companhia de dança é formada por bailarinos convidados e ex-integrantes das atividades socioculturais desenvolvidas pelo Instituto Moinho Cultural Sul – Americano, organização sem fins lucrativos, patrocinada pela nossa empresa, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) e referência por suas iniciativas para a redução da vulnerabilidade de crianças e adolescentes, em região de fronteira entre Brasil e Bolívia, com a realização de aulas de música, dança e tecnologia.
 
Esta é a segunda ação de intercâmbio cultural realizada na região. Em agosto, o Instituto Inhotim, de Minas Gerais, esteve em Canaã dos Carajás para discutir sobre a Gestão de Espaços Culturais e Patrimônio Cultural Brasileiro.
 
Veja como foram as apresentações:
 
Carajás: o público, de mais de 200 pessoas, se encantou com os passos leves dos bailarinos. O gerente de operação do Manganês do Azul, Cássio Noronha, mora há 4 anos em Carajás e pela primeira vez assistiu uma apresentação de dança no Cineteatro. Ele, que também já trabalhou em Corumbá, se diz um antigo admirador do trabalho do Moinho. Por isso, fez questão de chegar cedo, sentar na primeira fileira e, junto com a família, ver de perto a apresentação. “Morei 15 anos em Corumbá, minha mulher é de lá e está fascinada com a apresentação. Fico feliz em poder mostrar às minhas filhas um pouco de todo esse trabalho que a Vale apoia e nos dá o prazer de admirar”.
 
Canaã dos Carajás:mais de 400 pessoas compareceram a Casa da Cultura para prestigiar o espetáculo. O recorde de público impressionou o gerente de RH do S11D, Saulo Prazeres, que reforçou a importância desse tipo de iniciativa para promoção do lazer da integração do empregado e comunidade em geral. “Esse tipo de iniciativa fortalece vínculos mais fortes entre a empresa e a comunidade, pois as pessoas percebem como a Vale e a Fundação podem contribuir com o desenvolvimento social local. Nesses momentos mostramos na prática nossos valores de cuidar das pessoas, de crescer e evoluir juntos. E percebemos que isso gera integração e promove o orgulho do empregado por fazer parte da história de desenvolvimento de Canaã. É um momento único”.
 


 
Roda de conversa
 
Na Casa da Cultura, em Canaã dos Carajás, além das apresentações, a programação contou com a roda de conversa com a Diretora executiva do Moinho Cultural, Márcia Rolon, onde ela apresentou a experiência de gestão, e a metodologia da entidade e o trabalho para a diminuição do risco social de crianças e adolescentes através do acesso à música, dança e tecnologia.
 
A coordenadora da Casa da Cultura, Cátia Weirich, comentou a importância da roda de conversa e da troca de experiência para enfrentar o desafio de fortalecer a cultura do sul e sudeste do Pará, diante da diversidade na região. “Aqui, temos pessoas de todos os cantos do Brasil e precisamos respeitar isso. As trocas de experiências são o primeiro passo para o fortalecimento da rede de cultura, valorizando essa miscigenação local e criando uma identidade onde todos se reconheçam”.
 
O encontro reuniu representantes dos municípios adjacentes como Parauapebas, Marabá e Xinguara.
 
Sobre a Casa da Cultura – Fundada em 2004, a Casa da Cultura de Canaã dos Carajás é uma instituição gerida pela Fundação Vale, e patrocinada pela nossa empresa, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). A Casa compõe a rede de espaços culturais da Vale localizados em diferentes estados do país, e visa contribuir para ampliação do acesso à Cultura e para a preservação do patrimônio cultural brasileiro, por meio de ações integradas nos territórios de atuação da empresa.​