Programa AGIR fortalece empreendimento social em Mariana

 Programa AGIR é uma iniciativa da Fundação Vale



No final do mês de abril, ocorreu o lançamento da nova marca e inauguração da sede do Artesanato Cafundão, empreendimento acelerado pelo Programa AGIR (Apoio à Geração e Incremento de Renda) da Fundação Vale.
A inauguração do novo espaço, aliado à assessoria e acompanhamento técnico na gestão do empreendimento, consolida os processos produtivos e gerenciais do negócio, de modo a fortalecer o trabalho realizado pelo AGIR. Esse encontro é um momento de confraternização e também apresentação dos resultados alcançados até o momento. “O nosso negócio está aqui há gerações, mas não esperávamos chegar neste patamar. Hoje temos processos para tudo! Organizamos a produção, a venda, a parte administrativa e ainda tem a loja, agora ninguém nos segura! Somos muito gratos a Vale e a Fundação Vale por esta oportunidade” declara Nilton da Silva Oliveira, gerente comercial do empreendimento.
 
De acordo com Marcus Finco, coordenador do AGIR pela Fundação Vale, a partir deste momento, com o lançamento da marca, a inauguração da nova sede e os investimentos realizados em equipamentos, o Artesanato Cafundão se aproxima do amadurecimento do negócio, gerando novos postos de trabalho e incrementando o faturamento do empreendimento “A maturidade do modelo de negócios do Artesanato Cafundão permite que os empreendedores possam operar de forma organizada, realizando a divisão do trabalho de forma eficiente, promovendo ganhos de escala e, consequentemente, alavancando o negócio”, ressalta Finco. Ao longo do ano de 2018, o Programa AGIR em Ouro Preto e Mariana irá focar na consolidação dos processos produtivos e gerenciais dos empreendimentos acelerados.
 
 
Desenvolvido pela Fundação Vale, o Programa busca assessorar tecnicamente, consolidar o modelo de negócio e alavancar o empreendimento no que tange, sobretudo, o incremento do faturamento e da renda dos envolvidos. Os empreendedores vêm sendo acompanhados deste julho de 2016 e estão sendo orientados, a partir de seus desejos e das vocações locais, na gestão integrada do negócio (administração, financeiro, produção e comercialização).
 
Hoje, aproximadamente 100 empreendedores integram o Programa AGIR em Ouro Preto e Mariana, participando de 9 negócios sociais que atuam em setores como confecção, artesanato, reciclagem de material, produtos de limpeza, agricultura agroecológica e economia criativa. Além da assessoria e acompanhamento técnico na gestão (processos de incubação e aceleração), os empreendimentos também recebem investimentos em equipamentos e infraestrutura, o chamado capital semente.