Saúde

 Ciclo Saúde

 Estas ações estão previstas na estratégia de Atenção Básica

A promoção da saúde é uma das políticas públicas adotadas com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das populações. Quando pensamos em ações sociais para apoiar o desenvolvimento das comunidades, fortalecer os cuidados com a saúde, investir no acompanhamento das famílias e em medidas de prevenção de doenças se tornam ações muito efetivas para combater questões sociais críticas que afetam grande parte dos municípios brasileiros como a mortalidade infantil, acompanhamento inadequado a gestantes e complicações de saúde da terceira idade, por exemplo.
Estas ações de promoção e prevenção da saúde estão previstas no Programa Nacional de Atenção Básica, considerada a porta de entrada da população no Sistema Único de Saúde brasileiro (SUS). A Atenção Básica engloba do primeiro atendimento ao acompanhamento durante todo o ciclo de vida de uma pessoa. Sua proposta é ampliar acesso da população ao SUS, assim como, disponibilizar ações preventivas e de promoção da saúde junto às comunidades em detrimento das ações curativas de média e alta complexidade e hospitalares. Ou seja, as pessoas passam a cuidar mais de sua saúde e evitando adoecer. Para isso, podem contar com a estrutura da Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa, para acompanhamentos de rotina, evitando complicações de questões simples, que em médio e longo prazo podem se transformar em problemas e doenças mais severas que necessitam de hospitalização e de um tratamento de saúde mais complexo.
Com a estruturação de sua atuação social no campo da Saúde, a Fundação estabeleceu o fortalecimento de iniciativas na estratégia de Atenção Básica como forma de contribuir para o desenvolvimento das comunidades onde a Vale atua. As iniciativas desenvolvidas pela Fundação Vale estão alinhadas a Política Nacional de Atenção Básica, do Governo Federal.
 



Abrangência Territorial
 
Municípios
 

PA

 

Canaã dos Carajás, Parauapebas, Curionóplis (Serra pelada)

 

 

MA

 

Açailândia - Assentamento Califórnia, Pequiá e Vila Idelmar

 

 

MG

 

Aimorés, Antônio Dias, Barão de Cocais, Belo Oriente, Catas Altas, Conselheiro Pena, Coronel Fabriciano, Itueta, Itabira, Ouro Preto, Nova Era, Periquito, Resplendor, Rio Piracicaba, Santa Bárbara, Santana do Paraíso e Tumiritinga
  
 

ES

 

Ibiraçu, Baixo Guandu, Cariacica, Fundão e João Neiva

 

 

 

 

  

O Projeto
O Ciclo Saúde é um projeto social da Fundação Vale especialmente voltado à capacitação de profissionais das equipes de Estratégia da Saúde da Família que atuam nas Unidades Básicas de Saúde. Seu principal objetivo é contribuir para a melhoria das condições de trabalho técnico destes profissionais, fortalecendo sua atuação junto à comunidade e contribuindo para ampliação da efetividade (resolutividade) do atendimento oferecido nos postos de atendimento.
O Ciclo Saúde é realizado em parceria com o Centro de Promoção da Saúde (Cedaps), que atua como parceiro técnico e executor, e a Universidade Estácio de Sá, que dá suporte ao monitoramento e à avaliação técnica do projeto, com a equipe de pesquisadores e alunos do Mestrado de Saúde da Família.
O projeto envolve profissionais de saúde da atenção básica e da gestão, representantes da sociedade e lideranças comunitárias para debate das condições de atendimento local da saúde.
O projeto é composto por dois eixos estratégicos, sendo o primeiro eixo a capacitação, com oficinas de formação para profissionais, especialmente para os agentes comunitários de saúde (ACS), que formam o elo entre o setor da saúde e a comunidade. O segundo eixo é o de instrumentalização, no qual Unidades Básicas de Saúde recebem instrumentos básicos para o uso didático nas oficinas, e posteriormente melhorar a qualidade no atendimento.
 
 
 


 

O Ciclo Saúde enfatiza algo muito profundo: a convivência com a população, a humanização e o cuidado com o atendimento. O paciente não vem à Unidade Básica de Saúde quando não precisa. Ele procura atendimento e por isso, merece ser recebido com todo respeito e dedicação.​

 

- Leandro Fernandes de Souza 

Enfermeiro em Canaã dos Carajás​
 
 
  
​Visão do Projeto
Uma equipe de saúde propositiva e com conhecimentos aumentados sobre a política nacional de atenção básica (suas diretrizes e finalidades) e com competências fortalecidas para o planejamento, execução e avaliação de ações locais capazes de melhorar as condições de vida e saúde da população, atuando sobre os determinantes sociais da saúde de modo intersetorial, priorizando o aumento da informação e das práticas em saúde e os espaços de participação social. ​

Formação
 
A etapa de capacitação se divide em três momentos com a participação dos profissionais da Unidade Básica de Saúde, gestores
 
municipais e também da comunidade.
O eixo formação é desenvolvido levando em consideração as especificidades e realidade de cada município e tem como principais objetivos:
·     Atualizar e aprofundar os conhecimentos sobre a Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) e temas de interesses relacionados a Atenção básica;
·     Estimular a utilização das metodologias e práticas coletivas voltadas para educação em saúde;
·     Favorecer a troca de experiência entre os participantes, valorizando as boas práticas locais; e
·     Proporcionar o diálogo e a reflexão sobre as possibilidades de fortalecimento das ações de educação permanente do município, utilizando conteúdos e recursos desenvolvidos pelo projeto.
 
São utilizadas durante as oficinas apresentações dialogadas, atividades e dinâmicas de grupos, como por exemplo, mapeamento do território de atuação, seus recursos, facilidades e desafios, para assim fazerem o planejamento de ações no local.
 
É isso que chamamos de metodologia participativa, o método no qual todos são contemplados com uma formação comum e ao mesmo tempo, uma imersão na realidade, de acordo com a demanda de cada unidade de saúde e da comunidade que atende, levando em consideração os saberes locais.
   
   
Eu penso que o Ciclo Saúde veio para fortalecer o nosso trabalho,para nos direcionar.
 
  
- Aparecida Deisiane 
 
Agente comunitária de saúde - Canaã dos Carajás 
 
 
  
 
O projeto recupera o papel do Agente Comunitário de Saúde. Ele é o vínculo da comunidade, das pessoas com a unidade de saúde”.
 
  
- Braz de Jesus Lima 
 
Agente comunitária de saúde - Canaã dos Carajás
 
 
  

​Encontro Municipal de Atenção Básica de Canaã dos Carajás em Maio de 2016
 
 
 
​​O pessoal (de saúde da família) vem aqui em casa. Querem saber como eu estou de saúde. Eles olham meus medicamentos, as dosagens, se o remédio que tem é pouco..... Me lembram das consultas, dos controles... Eu sou meio esquecida. Se depender da minha cabeça, já viu, só vou lá quando a coisa ‘aperreia´. 
 
- Olindina Ribeiros dos Santos 
 
Moradora de Canaã dos Carajás​
 
 
 
 
As oficinas estão sendo muito boas para aprender novos assuntos, novas metodologias para o desenvolvimento do trabalho, além disso pude saber coisas mais detalhadamente.
 
- Aleksandra Silva 
 
Agente Comunitária de Saúde - Barra do Cuieté  
 
  
​​Biblioteca Virtual
 
A partir das experiências com o processo de formação do Ciclo Saúde, verificou-se a oportunidade de disponibilizar um espaço virtual para quem trabalha ou se interessa pela Atenção Básica à saúde, intitulado Biblioteca Virtual Ciclo Saúde. A Biblioteca virtual tem o objetivo de reunir a literatura especializada sobre os mais diferentes campos da Atenção Básica e colocá-los, de modo organizado, em categorias para facilitar seu acesso e leitura.
 
Nesse ambiente, é possível acessar os documentos das Políticas Públicas, Programas, Portarias publicadas, Manuais, Guias, Artigos e Relatórios na seção Acervo, assim como vídeos e materiais educativos para apoiar rodas de educação permanente das equipes e/ou ações da Educação em Saúde.
 
Acesse aqui, faça seu cadastro e comece a navegar pela Biblioteca Ciclo Saúde.
 
 
Estudo Dirigido
 
O Estudo Dirigido também é um produto fruto das experiências adquiridas ao longo do desenvolvimento do Ciclo Saúde e tem como principal objetivo destacar conteúdos estratégicos relacionados a temáticas prioritárias da Atenção Básica, facilitando a ampliação do conhecimento e estimulando a reflexão sore os principais conceitos e diretrizes presentes nas literaturas especializadas e oficiais, em sua maioria disponibilizadas pelo Ministério da Saúde.
 
Todo o material pode ser acessado na página da Biblioteca Virtual Ciclo Saúde.

 
 
Instrumentalização
 
O eixo instrumentalização tem o propósito de disponibilizar para a Unidades Básicas de Saúde instrumentos/mobiliários voltados a: criar ambientes favoráveis ao desenvolvimento de práticas de promoção e educação em saúde como mesas e cadeiras; melhorar a qualidade do Ambiente de Trabalho para os profissionais de saúde e acolhimento da população, como geladeiras para vacinas; e ainda para aumentar a resolutividade da Atenção, como balança antropométrica, glicosímetro e aparelho para nebulização, por exemplo. Todos os instrumentos parte de uma lista básica recomendada pelo Ministério da Saúde.
 
Alguns Resultados
 
Alguns resultados já alcançados pelo Ciclo Saúde:
  ·     Abrangência: 27 municípios do Pará, Maranhão e Espírito Santo com 92 Unidades Básicas participantes
 
·     Ampliação de 90% das atividade e ações educativas para as comunidades, estimulando a conscientização e o autocuidado;
 
·     91% dos participantes aprovaram a qualidade das oficinas de formação
 
·     55% das UBS realizaram pelo menos uma ação intersetorial
 
·     74% das UBS tiveram ampliação de novas práticas de ações coletivas
 
·     100% dos profissionais de saúde consideram que tiveram seus conhecimentos ampliados com acesso à leitura especializada
 
·     Aprovação de Resumos em Congressos: Congresso de Saúde Coletiva – Abrasco / Simpósio de tecnologias Sociais e 22ª Conferência Mundial de Promoção da Saúde