Fundação Vale

Balanço de atividades da Fundação Vale no PA 2018

Header Pará

Em 2018, a Fundação Vale atuou em sete municípios do Estado do Pará, nos quais investiu R$ 17 milhões em programas de quatro áreas: Geração de Trabalho e Renda, Educação, Saúde e Cultura. Além disso, a Fundação Vale é mantenedora das Estações Conhecimento de Marabá e Tucumã. Ao todo, as iniciativas impactaram mais de 70 mil pessoas neste ano.

Fomento ao livro e à leitura literária

Iniciado em agosto de 2018 em Canaã dos Carajás, o Projeto Rotas & Redes Literárias tem como objetivo promover o livro e a leitura na rede municipal de ensino, por meio da ampliação do acesso ao livro literário, com a entrega de acervo para as salas de leitura das escolas públicas, e formação de mediadores de leitura.

O Rotas & Redes Literárias, contou em Canaã dos Carajás com três ciclos formativos e um seminário de encerramento, totalizando 68 horas de atividades de promoção da leitura com os profissionais de educação municipal. Ainda como parte do projeto, foi feito um levantamento do acervo de livros literários de todas as escolas municipais de Canaã dos Carajás - PA, que receberam uma complementação em torno de 5000 livros Além dessas ações, três salas de leitura foram implantadas no Pará: na Casa da Cultura de Canaã dos Carajás, na Estação Conhecimento de Tucumã e na Estação Conhecimento de Marabá, contribuindo também para a promoção da leitura em espaços não escolarizados.. As salas de leitura da Casa da Cultura e das Estações Conhecimento de Tucumã e Marabá receberam cerca de 1000 livros no total.

Além das ações de promoção da leitura, a Fundação Vale também realizou o projeto “EJA: Percursos didáticos” no Pará, em parceria com o Grupo Hidrau Torque (GHT), que disponibilizou material formativo e interativo, em um pen card, voltado para professores e gestores da Educação de Jovens e Adultos (EJA), atendendo pessoas maiores de 15 anos que, por diversas questões sociais, evadiram da escola regular ou a ela não tiveram acesso na idade considerada adequada. O projeto foi realizado em parceria com as redes de ensino de Canaã dos Carajás e São Luís – MA e em janeiro um seminário marcou o lançamento do projeto no primeiro município.

Apoio e desenvolvimento de negócios sociais

O Programa de Apoio à Geração e Incremento de Renda (AGIR) é uma iniciativa voltada ao apoio e desenvolvimento de negócios sociais. São realizadas atividades como capacitação, assessoria técnica, mentoria em gestão financeira e governança, para que os negócios possam tornar-se sustentáveis após o encerramento do apoio da Fundação Vale. Em 2018, cerca de 65 empreendedores foram apoiados pelo Programa em Canãa dos Carajás.

No âmbito da Agricultura Familiar, foram realizadas iniciativas com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento sustentável da produção rural no Sudeste do Pará. Já o Projeto Pecuária Leiteira Sustentável busca a criação de alternativas sustentáveis de trabalho e inclusão para 18 produtores da APA do Igarapé Gelado, bem como o fortalecimento da produção leiteira local.

Na Estação Conhecimento APA do Igarapé Gelado, o Projeto Laticínio Estação emprega 16 funcionários, compra diretamente de 90 produtores, e processa mais de 130 mil litros de leite por mês. Em 2018, o projeto passou a comercializar seus produtos em lojas e supermercados de Belém, Castanhal, Parauapebas e Marabá, bem como a abastecer os refeitórios das operações da Vale nesses dois últimos municípios. Além disso, otimizou os processos e aperfeiçoou o controle de qualidade da matéria prima e dos produtos processados.

Atenção, prevenção e promoção da Saúde no Pará

Desde 2014, o Programa Ciclo Saúde vem promovendo atividades de fortalecimento da Atenção Básica e de apoio à melhoria da qualidade dos serviços da rede pública de saúde de Canaã dos Carajás, no Pará. Entre as iniciativas, estão a qualificação dos profissionais de 100% das unidades básicas de saúde, implantação de um Núcleo de Educação Permanente (NEP) para capacitação do corpo técnico, a disponibilização de equipamentos e mobiliários e o fornecimento de assessoria técnica especializada para elaboração do Plano Municipal de Saúde e do Protocolo de Atendimento nas UBSs. Em 2018, na segunda fase do projeto, 180 profissionais foram capacitados e 35 itens entre materiais de educação em saúde e mobiliários disponibilizados para o NEP.

Em 2015, o Ciclo Saúde também chegou a Parauapebas e a Curionópolis, para cooperar tecnicamente com a promoção da saúde das suas populações por meio de um processo integrado de formação de adolescentes e jovens promotores de qualificação das equipes de saúde com oficinas formativas e apoio à gestão. Em Serra Pelada também foram realizadas melhorias na unidade de saúde com doação de equipamentos e mobiliários.

Assim, como parte do Ciclo Saúde, 21 adolescentes e jovens em Curionópolis e 46 jovens em Parauapebas foram formados para atuar como promotores da saúde nos seus territórios em parceria com as unidades de saúde. A base dessa formação é o programa Jovens Construtores, uma aliança internacional entre o CEDAPS – Centro de Promoção da Saúde come a organização norte-americana YouthBuild, que visa uma geração mais saudável e participativa na busca de melhoria das condições de saúde. Foram 130 horas de formação teórica e prática sobre temas relacionados à atenção, prevenção de doenças e promoção da saúde. Os jovens realizaram ainda ações focadas na promoção da saúde e bem-estar de crianças, mulheres e idosos.

A estudante de técnica de enfermagem Joseane Pereira Silva, de 26 anos, integrante do projeto Ciclo Saúde Jovens Construtores em Serra Pelada, no Pará, foi uma das brasileiras selecionadas para participar do intercâmbio promovido pela YouthBuild International, o YouthBuild Exchange Boston - USA 2018. Foram 15 dias de atividades, nas cidades de Boston, no estado de Massachussets, e Filadélfia, na Pensilvânia. Em dezembro, Joseane foi convidada a representar o programa e o Brasil no primeiro evento da Global Opportunity Youth Initiative (GOYI), que reuniu jovens líderes de dez países visando à criação de uma rede global para apoiar a trajetória juvenil em direção ao mundo do trabalho.

O Programa Vigilância Nutricional apoia, desde 2013, o trabalho desenvolvido pela Pastoral da Criança, organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em municípios do Pará e do Maranhão. O objetivo é acompanhar e capacitar as equipes de coordenação da Pastoral da Criança e líderes comunitários voluntários, visando a implantação e o acompanhamento de ações de Atenção Básica, nutrição, educação e cidadania em comunidades socialmente vulneráveis.

Com seu recente foco voltado para a prevenção da obesidade, problema crescente na região, o Programa acompanha mais de 4.600 crianças menores de 6 anos em 25 municípios do Pará e do Maranhão. Para tornar mais ágil o acompanhamento foi criado o Aplicativo de Visita Domiciliar, que possibilita fazer o repasse de informações on-line.

Valorização da cultura de Canãa dos Carajás

A Casa de Cultura de Canaã dos Carajás é focada na promoção das artes paraenses e na valorização da identidade cultural do município de Canaã dos Carajás, que tem uma população formada por migrantes de várias partes do Brasil. Assim, a Casa contribui para o fortalecimento e para a preservação da memória, da arte e da cultura local. Em 2018, foram registradas mais e 17 mil visitações ao local.

Único ativo cultural do município, a Casa possui um Arquivo Histórico em que estão catalogados textos manuscritos e impressos, registros fotográficos, jornais e outros documentos, disponíveis para consultas. O Arquivo conserva também o registro oral da história de Canaã dos Carajás, a partir das entrevistas com pioneiros da região. Em sua infraestrutura, há a biblioteca pública, que disponibiliza para a população um variado acervo de livros, computadores para pesquisas e uma agenda de atividades de mediação de leitura e contação de histórias.

Em 5 de outubro de 2018, Canaã dos Carajás completou 24 anos de desmembramento de Parauapebas e emancipação como município. Em comemoração à data, a Casa de Cultura de Canaã dos Carajás promoveu entre os moradores a mostra foto-poética “Canaã Tem”, valorizando espaços, hábitos, práticas e vivências que compõem a identidade cultural local, refletida ao final em registros artísticos dos moradores sobre o local em que vivem. A série foi aberta com a oficina “Memórias de Canaã”, em que cada participante escreveu uma história, conto, causo ou poesia sobre a cidade. A oficina contou com 8 participantes e resultou em 20 textos em variados formatos.

A segunda atividade envolveu um conjunto de 6 oficinas denominado “Olhar de Canaã”, realizado nas zonas urbana e rural da pelo fotógrafo Anderson Silva. Nos encontros, os 96 participantes fizeram registros do cotidiano das comunidades com a câmera de seus celulares.

A exposição ocupou o corredor principal da Casa de Cultura por três meses e atraiu mais de mil visitantes.

Estação Conhecimento Tucumã

A Estação Conhecimento Tucumã, no Pará, foi a primeira EC implantada pela Fundação Vale, iniciando suas atividades em 2008. Atualmente, sua programação socioeducativa engloba atividades educativas, esportivas e culturais, muitas delas também abertas a moradores das comunidades próximas. Entre as atividades voltadas aos alunos, estão reforço em linguagem e matemática, além do ensino de informática. Em 2018, 1.231 crianças e adolescentes frequentaram esta Estação Conhecimento e suas atividades regulares.

As práticas esportivas incluem as modalidades futebol, natação e atletismo, karatê e atividades de iniciação multiesporte para as crianças de 6 e 7 anos. Desde o final de 2018, a nova pista de atletismo vem sendo utilizada também pela comunidade para caminhadas, mediante acompanhamento e supervisão de profissionais de Educação Física.

Entre as atividades culturais, estão oficinas de música, dança e teatro. As apresentações dos alunos são feitas no cineteatro da EC, em funcionamento desde 2014 e até hoje único na região em um raio de 250 km. Em 2018, o cineteatro promoveu o Cine Pipoca, sessões de cinema realizadas sextas e sábados.

A EC proporciona atendimento às famílias, incluindo atendimentos médicos e odontológicos e acompanhamento especial a crianças desnutridas ou em risco nutricional. Em 2018, a EC passou, também, a contar com um espaço de leitura, obtendo acervo, e infraestrutura por meio do programa Salas de Leitura da área de Educação da Fundação Vale.

Estação Conhecimento Marabá

Em funcionamento desde 2013, a Estação Conhecimento Marabá, no Pará, oferece atividades socioeducativas que incluem a prática de esportes nas modalidades futebol e atletismo, além de karatê e capoeira. A programação é composta também por reforço escolar em linguagem e matemática, ensino de informática, teatro, música e dança. Em 2018, 918 crianças e adolescentes frequentaram esta Estação Conhecimento e suas atividades regulares.

A EC Marabá atende ainda às comunidades do núcleo São Feliz do Xingu e suas proximidades, proporcionando apoio às famílias, com serviços médicos e odontológicos e atendimento especial a crianças desnutridas ou em risco nutricional por profissionais especializados.

Em 2018, ocorreram melhorias nas instalações da EC, com a construção de uma nova quadra, poliesportiva e coberta. Esta iniciativa é resultante de investimentos oriundos de uma parceria da Fundação Vale com a Wheaton Precious Metals International, cliente da Vale. As duas instituições se uniram com o objetivo de potencializar o investimento social voluntário no território.

​​​​​​​